Madde Comunicação
Agência Digital

Digital Influencers

A geração milenar é considerada a geração digital, onde tudo o que se faz, vê ou pratica está diretamente ligado a este meio. Com este segmento influente, chega a necessidade de publicitar determinado produto ou serviço aplicando uma técnica digital e de envolvimento com o consumidor final.

São inúmeros os estudos que evidenciam a importância que a estratégia do "boca-a-boca" tem atualmente, e por isso, a tão emergente procura do melhor influencer para determinado produto ou serviço de modo a que o meio seja apenas o alicerce perfeito.

Agora, junte esta estratégia milenar e acrescente a era digital, onde uma pequena informação é dissipada em segundos, promovendo 7,2 biliões de interações na internet.

No entanto, não é apenas a escolha do influenciador que se torna importante, mais do que isso é importante compreender se o influenciador é realmente fã da marca e se a consegue promover de forma genuína, dando a entender ao consumidor que já existia uma forte ligação entre ambos. Está provado que a linguagem e o canal escolhido para a promoção de determinado conteúdo tangível ou intangível deve ser criteriosa por parte do influenciador e não por parte da empresa. Não é boa prática tornar uma influencer em algo direcionado para a compra, para isso, a publicidade tradicional seria suficiente.

Estudos realizados pela plataforma Twitter, apontam que 49% dos utilizadores digitais procuram conselhos em social influencers, e que 40% dos utilizadores já fizeram, pelo menos, uma compra baseada na opinião de alguém com quem se identificam. Contudo, alguns destes estudos indicam também que as pessoas com mais de 45 anos preferem ainda um influenciador tradicional.

No entanto, há que reter, um bom influenciador não é aquele que tem inúmeros seguidores, um bom influenciador é aquele que tem seguidores com os quais tem uma enorme interação. Se a intensidade e profundidade da relação for fraca, o resultado não será o esperado.

Há ainda quem identifique os 3 R's para um bom influenciador

Relevância - É importante no sentido de atingir o segmento alvo, o influenciador escolhido precisa de ter relevância nessa área de negócio ou neste tipo de mercado.

Reach - Número de seguidores, um ponto crucial na escolha do influenciador. Mas mais do que isso, a interação que este mesmo influenciador apresenta com os seguidores, e a sua conexão com a marca que publicita. Tal como o nome indica, é o poder de alcance com quem o admira.

Repercussão - Tal como o nome indica, este é o R que mede o resultado de determinada campanha, produzindo com isso determinado efeito no seguidor. É na verdade o poder de engagement entre influenciador e seguidores.

Resumindo e "baralhando", a importância desta técnica de marketing digital precisa de um alinhamento perfeito aleada à estratégia que a empresa pretende seguir. Não se trata apenas de escolher um influenciador, trata-se de escolher um influenciador que de certa forma tenha forte conexão com a marca e que a represente em linhas de quotidiano das pessoas que o seguem, apresentando os benefícios da mesma e ao mesmo tempo criando uma ligação de amor com quem a irá conhecer ou reconhecer como uma possível escolha na compra final.

Não nos podemos esquecer nunca dos tão amorosos haters, que desempenham também uma função nesta era dos influenciadores digitais. O truque é deixá-los sem palavras para um produto ou serviço tão "sentimentalmente" publicitado ? Ninguém resiste!

Ficou com dúvidas? Gostaria de perceber qual o melhor Digital Influencer para a sua marca? Contacte-nos!

Escreva-nos

Apresente-nos um desafio.

info@madde.pt

Pressione enter
Press enter

Sua mensagem foi enviada. Iremos entrar em contacto com você em breve!

Press enter