Blog

29maio

Micro-momentos: como comunicar nesta nova realidade

Micro-momentos: como comunicar nesta nova realidade

Estamos de volta para mais um artigo sobre o fenómeno dos Micro-momentos, que está a obrigar a mudar por completo o marketing e a forma de comunicar das empresas.

Como vimos no artigo Micro-momentos: O conceito, publicado na semana passada, o comportamento dos consumidores mudou de forma permanente e hoje em dia a batalha de conquistar os corações, as mentes e os euros dos clientes é ganha (ou perdida) em Micro-momentos.

A nossa ligação cada vez mais estreita aos dispositivos móveis alterou em definitivo a forma como consumimos conteúdos e publicidade, fazendo com que esse consumo se distribua em Micro-momentos ao longo de todo o dia.

 

Segundo a Google, 94% dos utilizadores de smartphones procuram informações nos seus dispositivos enquanto estão a fazer outras tarefas.

 

Como empresa, tem hoje apenas alguns segundos para captar a atenção dos seus potenciais clientes. Nesses segundos o desafio é apresentar uma mensagem relevante o suficiente para despertar o interesse, caso contrário o utilizador já estará no próximo email, no próximo artigo ou no próximo tweet.

Em última análise, a empresa deve preocupar-se em apresentar conteúdo que acrescente valor e que possa ser consumido rapidamente. O valor, a relevância desse conteúdo para o consumidor, deve ser o foco de tudo. Num mundo de selfies e user-generated content, produções megalómanas dignas de passadeira vermelha são cada vez menos necessárias, principalmente se não acrescentam nada a quem está a receber a mensagem.

Para além disso, as empresas devem começar a perguntar-se "Porque é que um consumidor haverá de perder o seu tempo a interagir com a minha marca ou com o meu conteúdo? Qual a relevância que o que estou a apresentar terá para o seu dia a dia, para a sua vida?". Já não basta comunicar só porque sim, só para marcar presença, é preciso ir muito mais longe e dar verdadeiras razões para que o público preste atenção à nossa mensagem.

 

Como é que isto se relaciona com o processo de decisão de compra?

Esse processo mudou. Atualmente, o processo de decisão de compra é composto pela combinação de Micro-momentos que atravessam vários canais, dispositivos e vários tipos de intenção. Tal como o estudo da Google, que veio revelar a existência destes Micro-momentos, destacou, por vezes a compra advém da pesquisa e comparação de produtos, outras vezes resulta de outros tipos de contacto com as marcas como por exemplo em tutoriais ou artigos de opinião.

 

Qual o maior erro que as marcas continuam a cometer?

As marcas ainda não estão preparadas para os momentos de "não-compra", sentem necessidade de empurrar os consumidores para páginas de check-out ou landing pages com objetivo de captação de leads que não oferecem valor acrescentado. Entenda que o utilizador pode simplesmente ainda não estar na fase de finalização da compra, e a ser "pressionado" dessa forma o mais provável é que saia e nunca mais volte!

Em vez disso, ofereça uma série de interações, curtas mas regulares, que agreguem valor ou ajudem o consumidor a pesquisar e a angariar mais conhecimento. Essa é a melhor tática para aumentar as suas receitas, gerar leads e criar uma relação positiva com a marca.

 

Para se iniciar nesta nova realidade:

  • Faça um mapa de momentos;
  • Estude o processo de pesquisa dos seus clientes ou utilizadores, incluindo pesquisas relacionadas com aprendizagem, compras, inspiração ou qualquer outro tipo de pesquisa que surja durante a investigação e identifique os momentos onde quer ganhar dinheiro, e aqueles que não são tão relevantes;
  • Compreenda as necessidades do cliente em cada um dos momentos;
  • Em cada momento que quiser estabelecer uma ligação com o cliente, deverá questionar "Como é que a resposta à pesquisa do consumidor ficaria facilitada com a descoberta dos meus produtos ou serviços? E que frases serviriam de ajuda nesse momento?";
  • Utilize o contexto para criar uma expectativa adequada;
  • Aproveite dados como a localização, horários das pesquisas, compra ou entrega para oferecer experiências e mensagens personalizadas para o momento concreto;
  • Como os utilizadores recorrem a vários dispositivos e canais em simultâneo, deve adaptar o seu website para permitir essa mobilidade entre os conteúdos e/ou o processo de compra;
  • Mantenha o seu website, aplicação ou redes sociais limpos, retirando toda a informação que não acrescenta qualquer valor e facilitando as ações dos utilizadores no menor número de cliques possível;
  • Defina KPI's (Indicadores-chave de desempenho) e analise-os com frequência, só assim terá a verdadeira noção do impacto que os Micro-momentos têm nos seus resultados.

Preparado para adaptar o marketing e a comunicação da sua empresa para enfrentar estas mudanças? Não perca as dicas dos nossos próximos artigos ou entre em contacto e solicite os nossos serviços profissionais especializados.

Posted in Marketing, Comunicação

Quer manter-se atualizado? Subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

Estamos loucos para ouvir o seu pedido.

A Av. Marquês de Tomar 33 - 3º Esq
1050-153 Lisboa, Portugal

T (+351) 213 153 105

F (+351) 213 158 074

Nota: Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. Ao continuar a navegar no nosso site ou ao fechar esta mensagem está a aceitar a nossa política de privacidade e de cookies.

I understand